Por bferreira

Rio - Mais de 30 entidades sindicais lançaram a Campanha Salarial Unificada dos servidores públicos federais, em Brasília. Um ato em frente ao Ministério do Planejamento marcou o início das atividades. Representações ligadas aos funcionários dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário marcaram presença no ato.

A intenção dos dirigentes era de que um grupo fosse recebido por um integrante do Ministério do Planejamento, contudo, as lideranças só conseguiram protocolar a pauta de reivindicação deste ano.

Presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), Paulo Rizzo declarou que o ideal seria que o governo recebesse ontem os sindicalistas para que cada item fosse explicado. Assim, a reunião marcada para o dia 20 de março com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, poderia ser mais objetiva.

Rizzo destacou ainda que os profissionais da Educação Federal estão em congresso que termina hoje. Eles vão elaborar um documento que vai listar a prioridade da categoria: “Há um corte de 30% no orçamento e pesquisas acadêmicas poderão ser afetadas, o que é grave.”

Você pode gostar