Governo minimiza recuo do PIB e aposta em crescimento no segundo semestre

Ministro da Secom, Edinho Silva, disse que após a votação das propostas de ajuste no Congresso, o governo terá como gerar condições para o crescimento da economia

Por karilayn.areias

Brasília - O ministro da Secretaria de Comunicação, Edinho Silva, adotou um tom de otimismo em relação ao futuro próximo, ao comentar a queda de 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Para o ministro, o governo aposta que, superada a fase de votação das medidas do ajuste fiscal, a economia voltará a crescer no segundo semestre.

“Este resultado do PIB era natural que fosse este. É normal, ou seja, está dentro da normalidade, mas nós temos absoluta certeza que, a partir das medidas tomadas, do ajuste feito, no segundo semestre as condições serão criadas para que a gente possa retomar o crescimento de forma sustentável”, disse o ministro, ao deixar a reunião da coordenação política, nesta segunda-feira.

Em relação ao semestre anterior, ou seja, ao quarto semestre de 2014, a retração do PIB foi de 0,2%. Os dados foram divulgados na última sexta-feira, pelo Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE).

Nesta semana, a presidente Dilma Rousseff dará a largada em uma série de lançamentos de planos com o objetivo de melhorar a imagem do governo e também de dar uma certo dinamismo aos investimentos.

O primeiro lançamento será do Plano Safra. Dilma ainda lançará neste mês, o programa de concessões, uma terceira etapa do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida e outro pacote para facilitar as exportações. Além disso, o governo aguarda o lançamento do plano de investimentos da Petrobras como uma forma de dar impulso à recuperação da estatal.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia