Consulta ao 4º lote de restituições do Imposto de Renda 2015 é liberada

Mais de 35 mil que ficaram retidos na malha fina entre os anos de 2008 e 2014 também terão suas restituições liberadas

Por clarissa.sardenberg

Rio - A Receita Federal abre nesta terça-feira a consulta ao 4º lote de restituições do Imposto de Renda 2015. Ao todo, 2.119.640 de contribuintes vão dividir R$ 2,4 bilhões e os valores depositados em suas contas virão com correção de 5,35%, que é o valor acumulado da Selic - a taxa básica de juros da economia - entre maio e setembro de 2015. No total, a Receita irá depositar R$ 2,5 bilhões depositar nas contas dos contribuintes em 15 de setembro.

Além deles, outros 35.446 que ficaram retidos na malha fina entre os anos de 2008 e 2014 terão suas restituições liberadas. Essa somam quase R$ 80 milhões, e terão correções que vão de 73,85% a 16,27%. 

O crédito, em todos os casos, é feito na conta informada pelo contribuinte na declaração, e fica disponível por um ano. Se o valor não for resgatado, o dinheiro pode ser requerido pela internet, por meio do Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não esteja depositado, o contribuinte deve procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar para o telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

A consulta pode ser feita pelo telefone 146 ou no site da Receita. Quem não estiver na lista pode checar, nesse endereço, o serviço e-CAC para ver se houve inconsistências em sua declaração e eventualmente fazer uma retificadora.

Foto: IG

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia