Sucesso nas finanças: Tesouro Direto é bom investimento

Lembre-se que ninguém é melhor para cuidar do seu dinheiro do que você mesmo

Por bferreira

Rio - Diante da realidade em que vivemos, um investimento tem se destacado: o Tesouro Direto. Trata-se de um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a Bolsa de Valores para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da Internet.

Concebido em 2002, esse programa surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$ 30,00. Antes, o investimento em títulos públicos por pessoas físicas era possível somente indiretamente, por meio de fundos de renda fixa que, por cobrarem elevadas taxas de administração, reduziam a atratividade. O Tesouro Direto contribuiu para a diversificação e complementação das alternativas de investimento disponíveis no mercado.

Por Roberto Dias do Amaral

PERGUNTA E RESPOSTA

Na hora de economizar, qual a melhor solução: pagar as contas e o que sobrar eu deposito na poupança, ou definir uma porcentagem do meu salário para a poupança e adaptar minhas despesas com o que me resta desse salário?

Lucio Nunes, Freguesia

Lucio, todo planejamento financeiro é uma livre decisão. Você deverá escolher o que mais se adequar a sua realidade. Claro que o seu planejamento deve contemplar as coisas que você precisa. O perfil de cada um é diferente. A definição das metas é de extrema importância. Mas deixar dívidas para poupar dinheiro não convém.

Lembre-se que ninguém é melhor para cuidar do seu dinheiro do que você mesmo.

A poupança hoje não é uma melhor opção, pelo momento econômico em que vivemos. Claro que, se ainda não existe um investimento que você conheça, deixe na poupança, sim! Logo após descobrir outra aplicação, retire e reaplique. Temos outro tipo de aplicação que é o Tesouro Direto, que qualquer pessoa poderá investir e tem sido considerado mais rentável e mais seguro. Os títulos públicos são os ativos de menor risco da economia, pois são garantidos pelo Tesouro Nacional.

Vale ressaltar que uma vez adquiridos os títulos públicos, eles são registrados sob titularidade do comprador no ambiente seguro da BM&FBovespa. Isso reforça a segurança do Programa, pois permite ao investidor mudar de instituição financeira, na eventualidade de problemas com o seu agente intermediário original, sem colocar em risco a sua aplicação.

Além de ser a alternativa de investimento com menor risco do mercado, o Tesouro Direto oferece mecanismos para que você possa acompanhar os seus investimentos com facilidade, ampliando sua segurança. Além de disponibilizar informações sobre suas aplicações no seu extrato, na área exclusiva do investidor, toda movimentação do seu investimento pode ser consultada por meio do Canal Eletrônico do Investidor (CEI), serviço via internet prestado pela Bolsa de Valores.

Bons negócios.

Roberto Dias do Amaral é coordenador em Ciências Contábeis da Estácio de Sá.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia