Mais Lidas

Concurso para Caixa e BC são esperados para 2016

Vagas federais ficam mais disputadas por causa da crise orçamentária dos governos

Por tiago.frederico

Rio - Os candidatos que sonham com uma vaga no serviço público este ano estão acelerando os estudos para concorrer as cada vez mais raras oportunidades abertas, principalmente devido às dificuldades orçamentárias dos governos federal, estaduais e municipais.

Na esfera federal, após a abertura das inscrições para os concursos do INSS e do IBGE, a grande expectativa agora é para um possível concurso para a Caixa Econômico Federal. A possibilidade foi reforçada após a publicação em dezembro do ano passado de portaria com limites de pessoal próprio das empresas públicas e sociedades de economia mista que a União, direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com direito a voto.

A Caixa tem 97,4 mil empregados e na portaria, o limite de pessoal do banco é de 97.732 empregados. Com isso, 290 vagas ainda precisam ser preenchidas, provavelmente com a convocação de aprovados do concurso anterior e a realização de um novo certame. Especialistas preveem ainda que neste ano, instituições que não haviam solicitado concursos, deverão fazê-lo, como é o caso do Banco Central (BC), cuja validade do último concurso expirou em final de 2015 e que teria mais de 2 mil cargos vagos.

Nadjelma Bichara%2C 53 anos%2C aluna do curso Pra Passar%2C ao lado do coordenador%2C Lincoln MouraDivulgação

Segundo Lincoln Moura, coordenador do curso Pra Passar, tendo em vista que esse é o maior déficit de pessoal dos últimos 15 anos e que isso prejudica diversas atividades do órgão, será necessária autorização de um novo concurso.

Aluna do curso Pra Passar, Nadjelma Bichara, 53 anos, é um exemplo de candidato que está mobilizado na disputa por uma vaga na área federal. “Estou em constante treinamento, estudando as aulas teóricas e também conjugando com as turmas de exercícios, pois é fundamental exercitar-se. Para a área federal, tenho grandes objetivos, entre eles o INSS, que está com concurso aberto, e o da Polícia Federal. Como já tenho uma boa base de disciplinas comuns a diversos concursos, quando aparecem as oportunidades invisto meu tempo e dedico aos que aparecem. Estudar até passar é o lema de todo o concurseiro”, afirma Bichara.

Diretor do site Concurso Virtual, Marcelo Marques lembra que em setembro de 2015 foi divulgada a “suspensão dos concursos” para o ano de 2016 e, naquele momento, muitos candidatos desistiram, saíram do jogo, postura ao meu ver, equivocada. Neste mesmo mês, conversando com um aluno, ouvi dele o seguinte: “Foi a melhor notícia dos últimos anos. Muitos irão desistir mas eu permanecerei focado e mais perto do meu objetivo. A grande sacada é manter o foco, não desanimar e, é claro, estudar muito. Afinal o sacrifício é temporário”, disse o aluno.

Para o professor Marques, trata-se de um candidato que enxerga oportunidades, enquanto muitos encararam o anúncio como uma grande ameaça.

VIVA VOZ: '...Você deve estudar até passar e não para passar'

Confira as dicas da jornalista Claudia Jones, do site qconcursos.com:

Estudar para concurso público é um processo que depende de muita dedicação. Atualmente, existem várias possibilidades de estudos e o concurseiro pode escolher a que melhor se adapta. Cada um tem sua maneira própria de estudar e o que vale para uma pessoa pode não valer para a outra.

Num curso preparatório presencial, o aluno terá contato com professores especializados, com os seus “concorrentes”, que sempre estarão estimulando o seu estudo e pode se tornar bom para o candidato iniciante que ainda não tem muita disciplina. E, com a era digital, você pode optar por um on line.

De qualquer forma, em um curso preparatório presencial ou on line o concurseiro vai conseguir economizar tempo, porque eles apresentam a matéria de forma concisa e dirigida para os concursos. Estudar sozinho é para o candidato que já possui uma maturidade e tem um bom planejamento.

Um curso preparatório proporcionará outra visão do processo e poderá acelerar seus estudos. Porém, é essencial estudar muito, independente da modalidade escolhida. Não se esqueça de que você, como candidato, deve ter o compromisso com a sua aprovação e, dessa forma, ter sempre em mente a busca constante para o seu aperfeiçoamento e por resultados cada vez melhores. Tenha sempre a máxima de que você deve estudar até passar e não para passar.Aproveite ao máximo as informações adquiridas na aula e treine-as, por meio de questões anteriores.

Bons estudos!

Reportagem da estagiária Debora Martins

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia