Profissionais buscam estudar psicanálise para enriquecer currículo

E eles vêm de diversas áreas humanas, como psicologia, letras, artes, filosofia, comunicação e educação

Por nicolas.satriano

Rio - Para complementar o currículo, profissionais de diversas áreas humanas têm buscado uma especialização em em psicanálise. E um dos objetivos no aprofundamento nesta área é proporcionar uma nova visão sobre as grandes transformações contemporâneas.

Entre os graves problemas que afligem a vida pessoal e a sociedade, muitos têm consequências ainda desconhecidas e são bastante complexos. Alguns exemplos são fanatismos, racismo e pessoas falando em tolerância; desorientação espiritual e uma enorme oferta de salvação; violência generalizada misturada com defesa constante dos direitos humanos; crescente desenvolvimento da tecnologia e atraso na mentalidade que a utiliza.

“A psicanálise tem se mostrado efetiva para dar contribuições originais e eficazes à compreensão e intervenção em diversos cenários. Por isso, para diversos profissionais, pode ser muito enriquecedor conhecer esta linha de pensamento”, explica a presidente da NovaMente, instituição que abrange o Colégio Freudiano do Rio de Janeiro, Rosane Araujo.

Para contribuir com esta discussão, a NovaMente oferece, em parceria com a Universidade Candido Mendes, o curso de pós-graduação em Psicanálise e Ciências Humanas, que está com inscrições abertas para sua segunda turma, com início em março.

“O diferencial desta pós-graduação está em oferecer dispositivos de estudo e aperfeiçoamento técnico sobre a mente e sua interface com acontecimentos contemporâneos. Além disso, este curso de especialização apresenta uma nova teoria do conhecimento e uma nova abordagem das ciências humanas ao articular os fundamentos dos estudos da mente (ciências cognitivas, neurociências, filosofia da mente e psicanálise) à questão da tecnologia e do artificialismo genérico”, afirma Rosane, que coordena o curso.

Aberto a graduados em qualquer área de conhecimento, a pós-graduação terá aulas toda terça-feira e na última quinta-feira do mês, sempre das 18h às 22h, com carga horária total de 360 horas, além do Trabalho de Conclusão de Curso.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia