Saiba como evitar problemas ao alugar casas por temporada

Com a chegada dos festejos de fim de ano, demanda é elevada em todo o Estado do Rio

Por paulo.gomes

Rio - Natal e Ano Novo chegando e há famílias que ainda não decidiram o que fazer no fim de ano. Ao mesmo tempo, outras já reservaram seus imóveis por temporada no Rio. A procura é grande por opções em toda a cidade, com destaque para Zona Sul, Barra da Tijuca e Centro. Segundo levantamento da Protel, os valores de locação vão de R$ 150 a R$ 300 por dia, variando de acordo com a região, época do ano, e tamanho do imóvel.

Em São Conrado é um bairro que também tem ofertas para aluguel por temporadaDivulgação

A empresa lembra ainda que os preços costumam ser reajustados em torno de 25% no período de alta temporada, entre dezembro e março. No Portal House in Rio, por exemplo, o Réveillon é a época mais procurada, com média de 450 aluguéis.

“Copacabana, Ipanema, Barra, Leblon e Leme são os bairros mais solicitados, com valor de diária em torno de R$ 120 por pessoa”, afirma Eduardo Serrado, sócio da empresa.

Ele complementa que já há demanda para 2014, com 93 reservas para o Carnaval e 51 pedidos para a Copa do Mundo. “Acreditamos que chegaremos a 1.300 aluguéis para a Copa”, prevê Serrado.

E, assim como na locação tradicional, na transação por temporada, o contrato é a garantia de segurança do cliente e do proprietário. O documento deve ter todas as cláusulas específicas do negócio, previstas na lei do inquilinato.

“Se o interessado puder contar com a assessoria de um advogado para verificar se está tudo em ordem, será melhor ainda”, indica Carlos Samuel Freitas, diretor da Primar Administradora.

Opção de apartamento para locação por temporada em IpanemaDivulgação

Para os proprietários, o vice-presidente comercial da Renascença Administradora, Edison Parente, recomenda pegar referências do inquilino em locações anteriores e fazer vistoria detalhada no imóvel antes e depois serve para evitar problemas.

Opções fora do Rio nas regiões dos Lagos e Serrana

Para as pessoas que pretendem passar o Natal e Ano Novo fora da cidade do Rio, o destino mais procurado é a Região dos Lagos. É o que mostra levantamento exclusivo do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-RJ).

Quem procura por tranquilidade, as alternativas são Região Serrana e Costa Verde. Os valores médios das diárias variam de acordo com o perfil do imóvel e da localidade. O estudo indica, por exemplo, que uma casa de dois quartos em Angra dos Reis tem valores de diárias entre R$600 e R$ 1 mil. Em Petrópolis, apartamento com dois quartos no centro vai de R$ 170 a R$ 210. Já em Cabo Frio, as diárias de apartamentos ou casas com dois ou três quartos, próximos às praias do Forte ou do Peró, podem sair de R$ 350 a R$ 650.

“Uma dica para quem é de fora do estado é contar com a ajuda de amigo que possa visitar o imóvel, ver se está tudo em ordem. Vale ressaltar também a importância do documento, firmando a locação, especificando cada detalhe do imóvel”, orienta o representante do Creci-RJ, Normando Martins.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia