Por paulo.gomes
Publicado 03/02/2014 12:02 | Atualizado 03/02/2014 12:05

Rio - A Zona Oeste do Rio é a mais procurada para lançamentos imobiliários, segundo balanço da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ). Em 2013 foram lançadas 12.813 unidades entre residenciais, comerciais e hoteleiras na região. No ranking de bairros que receberam os novos imóveis, Recreio dos Bandeirantes ficou em primeiro lugar, com 4.262 unidades. Em segundo vem Jacarepaguá (3.537), seguido pela Barra da Tijuca (2.725).

Illimitato%2C residencial da Calçada%2C é uma das opções na Zona OesteDivulgação

De acordo com o presidente da associação, João Paulo de Matos, a Zona Oeste vai continuar em expansão. “Acreditamos que os novos imóveis que surgirão serão lançados, prioritariamente, no Recreio, Jacarepaguá, na Grota Funda, Vargem Grande e Campo Grande. Esses bairros ainda têm grandes espaços urbanos para construção. A tendência é que surjam novos condomínios-clube e muitos bairros planejados”, afirma Matos.

Gustavo Araújo, coordenador de Compra e Venda da Apsa, complementa que a Zona Oeste, além de ter maior oferta de terrenos, vem recebendo investimentos em infraestrutura. “Sem contar que o valor do metro quadrado ainda está mais atrativo do que na Zona Sul”, diz Araújo.

Entre os condomínios lançados no Recreio, em 2013, estão o Frames, da Calper, e o Damai Residences, da Brookfield. Em Jacarepaguá, o Illimitato, da Calçada; o Jazz, do Grupo Avanço Aliados; e o Grand Village, da Fmac, são algumas opções de residenciais. Já a Mega 18 Construtora investiu no bairro como comercial Fontana di Successo.

Sala do Jazz%2C do Grupo Avanço Aliados%2C em JacarepaguáDivulgação

Zona Norte cresceu 23% em 2013

A Zona Norte ficou em segundo lugar no balanço da Ademi com 6.629 novas unidades. O total representa crescimento de 23% em relação a 2012. “A região ganhou novo ânimo com todas as mudanças que vêm ocorrendo, como as linhas de BRTs”, destaca João Paulo de Matos, presidente da Ademi.

Mario Amorim, diretor-geral da Brasil Brokers no Rio, ressalta a melhora na qualidade de vida dos moradores.

“Nos últimos dois anos, os lançamentos da Zona Norte têm mostrado muita procura e velocidade de venda alta. E o aumento da qualidade de vida faz com que os moradores fiquem em seus bairros. Isso acaba atraindo pessoas que vivem em bairros vizinhos”, explica.

Você pode gostar