Cartazes são proibidos nas proximidades da basílica e no trajeto do Papa

Segundo a Polícia Militar, revista visa garantir segurança de todos e impedir a entrada de cartazes ligados a protestos

Por cadu.bruno

Aparecida - Pessoas foram revistadas na entrada da Tribuna Bento XVI e da ala destinada aos peregrinos na manhã desta terça-feira em Aparecida. Nesses locais, os fiéis receberam a benção do Papa Francisco. Segundo a Polícia Militar, a revista visa garantir a segurança de todos e impedir a entrada de cartazes ligados a protestos.

Por volta das 9h30, grupo de 400 manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) se dirigia à Basílica do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. De acordo com o capitão da PM, Felipe Neri Vani, os protestos estão permitidos apenas do lado de fora das áreas destinadas à benção papal. “Manifestação não é ato criminoso. Vamos permitir, desde que seja pacífica”, disse o capitão.

Papa é recepcionado por fiéis em AparecidaReuters

No percurso que foi feito pelo pontífice após a missa, do santuário ao Seminário Bom Jesus, foram instalados corredores com grades. Nesse espaço também foram proibidas manifestações com cartazes.

A representante do MTST Ana Paula Perles declarou que os manifestantes tentarão se aproximar do Papa Francisco carregando cartazes. O grupo informou que pretende chamar a atenção de um modo pacífico. “Não queremos tumultuar, a ideia não é essa”, disse ela.

Papa abençoa criança em AparecidaReprodução TV

A pauta de reivindicações do movimento inclui o repúdio ao extermínio na periferia, à militarização da polícia e também ao despejo de famílias em razão de obras da Copa do Mundo. “Queremos que imprensa publique [as reivindicações] e traga a discussão para a sociedade civil, já que todos os olhos estão voltados para o Papa”, declarou.

O capitão da PM informou que o efetivo para o evento é de 2 mil homens, além dos contingentes do do Exército, da Marinha e da Polícia Federal deslocados para a cidade. O último balanço da PM aponta que a cidade recebeu 200 mil fiéis.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia