Por helio.almeida

Rio - O papa Francisco se uniu nesta quarta-feira à dor das famílias das vítimas do acidente com um trem em Santiago de Compostela, no noroeste da Espanha, informou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

O acidente provocou a morte de dezenas pessoas e deixou outras dezenas feridas. O trem, que cobria a linha Madri-Ferrol, tinha 220 passageiros e estaria, segundo o maquinista à agência EFE, a uma velocidade de 190 km/h, em uma área cujo máximo é de 80 km/h.


Francisco foi informado sobre a tragédia e expressou sua solidariedade, afirmou Lombardi, que pediu aos jornalistas credenciados para a 28ª Jornada Mundial da Juventude, realizada no Rio de Janeiro, um minuto de silêncio pelas vítimas.

O pontífice reza pelas vítimas, acrescentou Lombardi, que disse que o acidente ocorreu na vigília da festividade do apóstolo Santiago, padroeiro da cidade espanhola, e que possivelmente entre os mortos haja algum peregrino que ia para Compostela.


Você pode gostar