Filme 'O banheiro do Papa' retrata drama uruguaio similar ao de Guaratiba

Cidade de Melo, no Uruguai, esperava João Paulo II em 1988 e só viu sua comitiva. Moradores ficaram perplexos e endividados

Por marlos.mendes

Filme 'O banheiro do Papa' mostra a expectativa e a frustração dos uruguaios que esperaram por João Paulo II e só viram sua comitivaReprodução Internet

Rio - Com a suspensão do evento no Campus Fidei, o drama dos moradores de Guaratiba se assemelha ao dos moradores da pequena cidade de Melo, no Uruguai, quando da visita do Papa João Paulo II, em 1988.

Os moradores de Melo vivem de pequenos serviços e viram na presença papal a oportunidade de ganhar um trocado a mais, pois foi alardeado que milhares de pessoas visitariam a cidade, próxima a fronteira do Brasil. Porém, apenas a comitiva do Papa e autoridades estiveram no distrito, deixando os moradores perplexos e endividados.

O drama dos uruguaios foi retratado no filme ‘O Banheiro do Papa’, uma produção franco-uruguaia-brasileira. Vencedora do festival de Gramado em 2008, a película mostra as dificuldades do personagem principal para construir um banheiro em sua casa, que seria usado pelos os turistas em troca de uns trocados.

O filme mostra os moradores investindo em comidas típicas que, ao final, ficam espalhadas pelo chão, diante do olhar perdido dos uruguaios.



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia