Francisco deu seu recado à população e aos políticos

Imagem do Papa abraçando idosos e beijando crianças pelas ruas do Rio ficará para sempre na memória dos brasileiros

Por thiago.antunes

Rio - O Rio amanhecerá diferente nesta segunda-feira. Aquela imagem que se transformou em alegre rotina da cidade, do senhor alto e rechonchudo, carismático, de semblante calmo, vestes brancas e solidéu, percorrendo as ruas, sempre cercado por uma multidão ávida por simples aceno, ou, aos mais afortunados — como idosos, criancinhas e jovens devotos —, distribuindo abraços, beijos e um apertar de mãos, já não está entre nós.

No embarque no Galeão%2C Francisco acena para autoridadesAlexandre Brum / Agência O Dia

Após extensa rotina em sete dias da Jornada Mundial da Juventude, o Papa Francisco, o primeiro latino-americano a assumir o mais alto posto da Igreja Católica, partiu neste domingo à noite para Roma. Mas deixa muitas saudades. E muitas lições a aprender.

E talvez a principal delas seja o recado curto e grosso dado aos governantes. De desapego ao egoísmo e benesses do cargo para proveito próprio — numa época em que explodem protestos de todos os lados nas ruas e autoridades ainda teimam em passear com a família de aeronaves às custas do dinheiro público.

Mais do que a pregação de amor e fé aos milhões de fiéis que chegaram de todos os pontos do país e do mundo — de levar a mensagem do Evangelho sem medo aos que precisam —, em todos os discursos do Santo Padre, marcou a preocupação por políticas de inclusão dos mais pobres.

Um recado que, espera-se, a presidenta Dilma Rousseff, presente nas cerimônias de chegada e na grande missa em Copacabana nesta domingo, tenha sublinhado mais fortemente em sua agenda de governo. À cidade que se prepara para a Copa e as Olimpíadas, Sua Santidade e a Jornada deixam também outro recado. O de que ainda há muitos desafios a superar para dar aos visitantes um transporte coletivo, público e privado, minimamente digno.

Agradecimentos na despedida

Se Francisco deixa saudades. A recíproca para Sua Santidade em relação ao povo é verdadeira. Para expressar esse sentimento, o Papa repetiu por várias vezes a palavra saudade em rápida fala de despedida, na Base Aérea do Galeão, à noite. Na presença de autoridades e tendo o vice-presidente Michel Temer representando Dilma, o Papa agradeceu mais uma vez aos jovens que participaram da Jornada e à população brasileira.

“Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, este povo tão grande e de grande coração. Saudades do sorriso aberto e sincero que vi em tantas pessoas, saudades do entusiasmo dos voluntários”, disse Francisco. O Papa já está em Roma. Mas, como disse Dom Orani, “sua imagem pelas ruas permanecerá para sempre conosco”.

'Sejam revolucionários, vão contra a corrente', diz Papa em encontro com jovens

No último evento antes de embarcar na Base Aérea do Galeão, o Papa Francisco falou a voluntários e peregrinos no Riocentro, na tarde deste domingo, e elogiou a atuação dos voluntários e peregrinos durante a Jornada Mundial da Juventude. "Sejam revolucionários, vão contra a corrente. Não tenham medo do que Deus lhes pede', pediu o Sumo Pontífice.

O Cardeal Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, ficou sentado ao lado de Francisco, que ganhou uma camisa de uma fiel da Polônia, onde será realizada a próxima Jornada. Em cada pausa, o Santo Padre era ovacionado pelos mais de 12 mil presentes. "Deus tem um projeto para cada um. Há maior alegria em dar do que em receber. Podem contar com as minhas orações, pois eu sei que posso contar com as orações de vocês", disse.

Com uma oração da Ave Maria, o Papa encerrou encontro por volta das 18h e pediu que os jovens rezassem por ele.

Bispos devem amar a pobreza', afirmou Papa

No evento do Papa Francisco com o comitê de coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano que aconteceu no Auditório do Centro de Estudos, no Sumaré, neste domingo, o Santo Padre destacou que a função dos biscos na Igreja deve ser mais pastoral que administrativa. "Os bispos devem amar a pobreza. Eles não devem ter o 'pensamento de príncipes'. O diálogo que temos com os fiéis deve ser o mesmo com as pastorais", disse ele, se referindo às pastorais da América Latina e do Caribe.

O Sumo Pontífice também avaliou a posição da Igreja no mundo de hoje. "Não podemos ceder à tentação de nos colocarmos como centro. Quando isso acontece, a Igreja se transforma em uma ONG. O clericalismo na América Latina é preocupante. A posição de um discípulo missionário não é de centro, mas de periferia, como gosto de dizer", avaliou Francisco.

Papa vai ficar feliz com bairro em Guaratiba', diz prefeito

Eduardo Paes comemorou o sucesso da Jornada Mundial da Juventude neste domingo. Em coletiva realiza no Centro de Operações, o prefeito agradeceu ao Papa Francisco, aos peregrinos e aos cariocas "por terem realizado uma festa linda". Segundo Paes, como foi noticiado em seu Twitter mais cedo, o bairro popular que será construído no terreno que seria o Campus Fidei, em Guaratiba, vai receber infraestrutura e fará parte de parcerias como o programa Minha Casa, Minha Vida.

"Iremos resolver o problema dessas pessoas. Vamos desapropriar o terreno por via judicial.O terreno já tem uma licença ambiental e será necessário investimento da prefeitura naquela região. Esse é o presente que a cidade ganha e acho que o Papa vai ficar muito feliz com o bairro popular, quando voltar em 2017. Vejo Guaratiba como uma doação da Igreja", disse.

Sobre os protestos ocorridos durante a Jornada, o prefeito enfatizou que todos têm o livre direito de se manifestar e que o Papa deixou uma mensagem para todos de que o diálogo é essencial na solução de problemas.

Questionado se a mudança de Guaratiba para Copacabana foi melhor por conta da centralização do evento, Paes afirmou que gostaria muito de ter feito a vigília na Zona Oeste. "É importante que a cidade espalhe seus eventos, foi por isso que fomos até o fim para tentarmos realizar a o evento em Guaratiba, mas não deu".

Vários comerciantes que investiram em mercadorias para vender para a população que participaria do evento na Zona Oeste ficaram prejudicados, o prefeito alegou que está pensando em como poderá compensar o prejuízo dessas pessoas."Me deram até a ideia de fazer um show no palco que está montado em Guaratiba", disse.

Multidão de peregrinos na saída de Copacabana

Depois do inesquecível espetáculo de fé, peregrinos sofreram para conseguir deixar o bairro de Copacabana usando transporte público. Como já era previsto, as estações Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde do Metrô ficaram lotadas de fiéis. Milhares também deixaram o bairro a pé e seguiram para Botafogo e Aterro do Famengo em direção ao Centro.

Em seu discurso, o Papa anunciou cidade onde será realizada a próxima Jornada Mundial da Juventude: Cracóvia, na Polônia. "Queridos jovens, temos encontro marcado na próxima Jornada Mundial da Juventude, no ano de 2016 em Cracóvia, na Polônia", afirmou o pontífice. Após o anúncio, os jovens comemoraram a escolha e gritaram "Polônia".

Diversas autoridades e chefes de estado acompanharam a missa. Ao lado da presidenta Dilma Rousseff, prestigiaram o evento Evo Morales, presidente da Bolívia, e Cristina Kirchner, presidenta da Argentina.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia