Por bianca.lobianco
Publicado 20/05/2013 17:35 | Atualizado 20/05/2013 18:33

Um homem escalou a cúpula da basílica de São Pedro, no Vaticano, na qual abriu um cartaz com frases sobre a crise econômica e contra o euro, nesta segunda-feira. O homem, que carrega também uma bandeira italiana, está na metade da cúpula, enquanto agentes da segurança do Vaticano tentam convencê-lo a desistir de seu protesto.

Crise na Europa faz homem protestar na cúpula da Basílica de São PedroEfe

Segundo a imprensa local, trata-se do empresário Marcello Di Finizio, dono do restaurante "La Voce della Luna" da cidade de Trieste, no nordeste da Itália, e que em julho e outubro do ano passado também havia subido na cúpula da basílica para protestar. Naquelas ocasiões, ele criticou o então governo de Mario Monti e a União Europeia (UE) e nesta segunda, da mesma forma que das outras duas vezes, chegou à cúpula como mais um turista, pulou uma cerca de segurança e foi parar na "claraboia" da abóbada. Diante o olhar incrédulo de turistas, o homem abriu um cartaz com a frase "Stop al massacro, no all'euro" ("Pare com o massacre, não ao euro", em tradução livre).

De acordo com a imprensa italiana, Di Finizio protesta novamente contra a diretriz Bolkestein da UE, que impõe que sejam leiloadas as concessões de áreas para comércio à beira-mar a partir de 2015. O empresário alega que a legislação levou o setor à ruína.

O restaurante de Di Finizio, que fica em frente ao mar, foi destruído há alguns anos por um incêndio, e, após ele conseguir reabrí-lo, agora pode perdê-lo pela lei europeia, já que esses terrenos podem ser leiloados.

Você pode gostar