Manifestação contra casamento gay em Paris termina em confusão

Garrafadas foram lançadas contra a polícia francesa ao fim do protesto

Por juliana.stefanelli

Paris (França) - Algumas centenas de manifestantes lançaram garrafas contra a polícia ao fim da manifestação deste domingo contra o casamento homoafetivo na França, que correu de forma pacífica mas terminou em confusão na concentração na esplanada dos Inválidos.

Os envolvidos no ato, segundo as imagens e reportagens de vários veículos de imprensa franceses, são algumas "poucas centenas" de pessoas, depois que o terceiro grande protesto contra o casamento gay reuniu em Paris 150 mil pessoas, segundo a polícia, e "mais de 1 milhão", segundo os organizadores. O ministro do Interior francês, Manuel Valls, havia recomendado aos críticos da lei - promulgada há oito dias pelo presidente François Hollande - que não levassem crianças à manifestação, pelo forte clima de tensão.

Para conter possíveis incidentes, foi montado um esquema de segurança com 4.500 policiais. Durante o dia, o único incidente foi registrado na sede do Partido Socialista (PS) em Paris, onde 20 militantes de extrema direita entraram sem permissão e abriram uma faixa no telhado com os dizeres: "Hollande renuncie".


Manifestação acabou em confusãoEFE
Protesto contra o casamento gay em ParisEFE


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia