Por bferreira

Rio - Beber cerveja — sem exageros — pode ajudar a saúde do coração e evitar doenças. Para comprovar todos os benefícios de uma das bebidas mais populares do país, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) vai iniciar pesquisa com voluntários, que deverão consumir até 400 ml do líquido, diariamente.

Brasil é o terceiro país que mais consome cervejaReprodução

Responsável pelo levantamento, Nabil Ghorayeb, da SBC, afirma que pesquisa feita com porcos na Universidade de Barcelona, Espanha, comprovou os efeitos benéficos da cerveja. O estudo, que será apresentado hoje no 34º Congresso da Sociedade de Cardiologia de São Paulo, mostrou que pequenas doses da bebida diminuíram o entupimento dos vasos sanguíneos (aterosclerose) naqueles animais. A bebida foi capaz ainda de reduzir a gordura nos vasos e evitar doenças, como o infarto.

“A cevada e o centeio presentes na cerveja, além da pequena quantidade de álcool, protegem os vasos sanguíneos. Já comprovamos isso com o vinho e tudo indica que teremos resultado semelhante com a cerveja”, cita.

No Brasil, a pesquisa será feita em parceria com o Hospital do Coração, de São Paulo. Além de moradores da capital paulista, poderão participar do levantamento habitantes de cidades do Nordeste e do Rio.

UM POUCO A CADA DIA

Médicos pretendem comparar a saúde de dois grupos: os que bebem pouco mais de uma latinha por dia e os abstêmios. Segundo Nabil, a primeira etapa do estudo, que deve durar pelo menos um ano, será feita com indivíduos saudáveis e sem problemas cardíacos. “O Brasil é o terceiro maior consumidor de cerveja do mundo e será interessante provar que a bebida ajuda a saúde”, disse.

O médico alerta, porém, que doses acima de 400ml por dia prejudicam a saúde. “Beber em excesso no fim de semana não é benéfico à saúde. O consumo deve ser pequeno e dividido entre os dias”.

Você pode gostar