Por tabata.uchoa

Síria - A Cruz Vermelha disse estar alarmada em relação à situação da cidade sitiada de Qusair, na Síria. A instituição fez um apelo para ter acesso imediato ao local com o objetivo de levar ajuda às vítimas do conflito. Milhares de civis estariam presos na cidade, que fica próxima à fronteira com o Líbano.

A batalha entre forças governistas e rebeldes praticamente acabou com as reservas de suprimentos médicos, comida e água na região, segundo a Cruz Vermelha. A Rússia teria bloqueado uma "declaração de alarme" da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Qusair.

O rascunho da declaração do Conselho de Segurança alertava sobre uma "grande preocupação sobre a situação de Qusair, especialmente em relação ao impacto sobre os civis durante o conflito". Declarações do Conselho de Segurança como essa devem ser aprovadas por unanimidade por seus membros.

Qusair, que fica a dez quilômetros da fronteira libanesa, é considerada uma central logística e rota para o contrabando de armas para a Síria. A cidade também está localizada perto da principal rodovia que liga a cidade de Homs com a capital Damasco.

Você pode gostar