Princesa sueca terá casamento simples

Após a luxuosa festa da irmã, Madalena realizará uma cerimônia apenas para convidados íntimos

Por julia.amin

Copenhague - A princesa Madalena, de 30 anos, filha mais nova dos reis da Suécia, se casará com o empresário americano Christopher O'Neill no próximo sábado, na capela do Palácio Real de Estocolmo. Esse será o segundo casamento real na Suécia em três anos.

A última cerimônia realizada foi a união da princesa Victoria - irmã mais velha de Madalena e herdeira do trono - com Daniel Westling, que era seu personal trainer, que ocorreu em junho de 2010 na Catedral de Estocolmo. A celebração ficou conhecida como uma das maiores na história da monarquia europeia. No entanto, o casamento de Madalena será mais simples e não atrairá tanto a atenção do público já que ela é apenas a quarta na linha de sucessão ao trono da Suécia.

Princesa Madalena e o futuro marido Christopher O'NeillReprodução Internet


Um jantar fechado para os convidados íntimos será oferecido na noite desta sexta-feira no Grand Hôtel de Estocolmo e dará início à comemoração, que continuará no sábado com a cerimônia de casamento. Depois, será disparada uma salva de 21 tiros de dentro da área militar de Skeppsholmen, ilha que fica próxima à principal entrada de Estocolmo. O banquete será no palácio de Drottningholm.

Os noivos começaram a namorar há mais de dois anos, depois de se conhecerem através de um grupo de amigos em comum. "Gostamos do mesmo tipo de humor e nos divertíamos muito juntos. Chris abriu meu coração, é minha alma gêmea", disse a princesa em entrevista divulgada pela Casa Real no dia 25 de outubro de 2012, quando anunciou o compromisso com o empresário de 38 anos.

Para Madalena, que completará 31 anos na próxima segunda-feira, esse foi o segundo relacionamento em três anos, após namorar o advogado sueco Jonas Bergström, com quem ficou por sete anos. As infidelidades de Bergström chamaram a atenção da imprensa e acabaram com a relação entre os dois.

O casal deve continuar a viver em Nova York mesmo após o casamento, já que Madalena trabalha nos escritórios da World Childhood, fundação criada e presidida por sua mãe, a rainha Silvia, e O'Neill têm suas principais atividades ligadas ao mundo das finanças desenvolvidas lá, motivo pelo qual renunciou ao recebimento de um título real. Ainda assim, Madalena passará a representar a Casa Real em alguns compromissos oficiais, tanto na Suécia como no exterior.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia