Governador de Istambul garante que polícia não voltará ao parque Gezi

Onda de protestos em todo país tem como objetivo ir contra o estilo autoritário do governo

Por juliana.stefanelli

Istambul (Turquia) - O governador de Istambul, Huseyin Avni Mutlu, garantiu nesta terça-feira em entrevista coletiva que a intervenção policial na Praça Taksim ocorreu para limpá-la dos cartazes e bandeiras, e esclareceu que em nenhum caso as forças da ordem vão entrar no parque Gezi.

"Há enfrentamentos com pequenos grupos marginais. Mas não houve grandes enfrentamentos. Agradeço àqueles no parque Gezi. Se afastaram dos outros grupos", disse o governador. O acampamento pacífico do parque Gezi contra a remoção de um dos últimos espaços verdes do centro da cidade desencadeou há duas semanas uma onda de protestos em todo o país contra o estilo autoritário do governo.

Mutlu acrescentou que a polícia permanecerá na Praça Taksim para não permitir o retorno dos cartazes e bandeiras dos manifestantes. "O centro cultural Atatürk (situado na praça) foi transformado em um muro de publicidade para todo tipo de organizações legais e ilegais.

ManifestaçãoEFE

O povo ficou incomodado com isto e, além disso, a imagem da Turquia ficou manchada no exterior", afirmou o governador. Mutlu assegurou que alguns manifestantes usam bombas de fumaça para dar a impressão de que a polícia utiliza gás lacrimogêneo indiscriminadamente e, assim, prejudicar a imagem das forças da ordem.

Perguntado sobre as alegações de alguns ativistas e da imprensa turca de que policiais a paisana instigam os manifestantes e inclusive lançam coquetéis molotov, o governador disse que se trata de "uma mentira das redes sociais da Internet". "Ninguém foi ferido com gravidade. Só há ferimentos menores. Inclusive um veículo da polícia foi queimado.

Conflito entre manifestantes e policiais na Praça Taksim%2C em IstambulEFE

Houve prisões de pessoas desses grupos marginais e elas vão continuar", concluiu o governante turco. Segundo a mais recente apuração da imprensa turca, nesta terça-feira foram detidas 25 pessoas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia