Por julia.amin

Síria - A atriz Angelina Jolie voltou a trabalhar como embaixadora da boa vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), na terça-feira. Após passar por uma cirurgia de retirada completa das mamas, Angelina foi ao Oriente Médio conversar com os refugiados sírios em um acampamento militar na fronteira entre Jordânia e Síria.

Angelina Jolie entrevista refugiados sírios Reuters


Nesta quarta-feira, ela pediu que a ajuda aos refugiados sírios afetados pela "maior crise humanitária do século XXI" seja reforçada. "No fim do ano, metade da população síria - 10 milhões de pessoas - estará deslocada ou precisará de ajuda urgente", declarou a atriz em um comunicado da ONU.

Segundo dados das Nações Unidas, a guerra civil da Síria já deixou mais de 93.000 mortos. Cerca de 1,5 milhão buscaram abrigo em países vizinhos desde março de 2011. O campo de refugiados jordaniano de Zaatari, onde Angelina visitou, declarou abrigar mais de 150 mil pessoas.

Você pode gostar