Chavistas exigem troca do hino de Caracas para homenagear líder venezuelano

Prefeito convocará concurso para substituir hino atual

Por juliana.stefanelli

Caracas (Venezuela) - O prefeito do município de Libertador, o governista Jorge Rodríguez, anunciou nesta quinta-feira que seu escritório decidiu convocar um concurso para substituir o hino de Caracas por outro que faça referências ao falecido presidente Hugo Chávez.

Após desqualificar o hino atual, o prefeito assinalou que Caracas requer um hino que exalte "a liberdade, um hino que mencione nosso Libertador, que sinta a nova vida que vivemos e que se refira ao homem que moldou a Caracas do futuro, a nosso comandante supremo Hugo Chávez".

Rodríguez fez o anúncio durante um ato de celebração do 446º aniversário da fundação de Caracas, o qual contou a presença de outras figuras destacadas do chavismo, como o presidente da Assembleia Nacional (AN-Parlamento), Diosdado Cabello, que, por sua vez, concordou com a ideia. "Caracas não se merece esse passo duplo barato como hino (...) e, por consequência, decidimos convocar um concurso para que seja o próprio povo seja nosso autor, cantor e artista responsável pelo novo hino da cidade", indicou Rodríguez.

O prefeito de Libertador também se mostrou contra o autor do atual hino, Chelique Sarabia, que, segundo ele, também elaborou os lemas e "canções" das campanhas dos ex-presidentes venezuelanos pertencentes ao hoje opositor partido Ação Democrática (AD), Carlos Andrés Pérez (1974-1979 e 1989-1993) e Jaime Lusinchi (1984-1989).

Ao ser consultado sobre o tema, o prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, afirmou que a cidade necessita que seus governantes se ocupem com os problemas que afligem o povo, como os níveis críticos de insegurança e a falta de recursos nos hospitais, qualificando a ideia como coisa de "gente sem ofício".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia