Sobe para 39 número de mortos em acidente de ônibus na Itália

Automóvel se chocou contra vários carros

Por juliana.stefanelli

Roma (Itália) - As equipes de resgate e algumas testemunhas definiram nesta segunda-feira como "um inferno" o lugar, na Itália, onde aconteceu o acidente deste domingo, de um ônibus que voltava de uma excursão e caiu de uma altura de 30 metros, na província de Avellino, depois de colidir com vários carros. Os bombeiros e os agentes de saúde que estiveram na área não acreditaram no que viram, de acordo com a imprensa italiana.

Na estrada, pelo menos dez carros se envolveram em um engavetamento, onde alguns dos veículos estavam totalmente destruídos e inclusive aconteceu um incêndio. Não há mortos entre os ocupantes dos veículos, mas alguns sofreram fraturas.

Ônibus se chocou contra vários carros%2C saindo da estrada e caindo do viadutoEFE

Porém, o cenário mais avassalador estava em um precipício onde, entre duas árvores, estavam os destroços de um ônibus que, depois de colidir contra vários veículos, saiu da estrada e caiu de uma altura de 30 metros. As equipes de resgate relataram a dificuldade que teriam para chegar até o ônibus, e garantiram que era possível ouvir os gritos e o choro dos sobreviventes, entre eles algumas crianças.

Acidente deixou 39 vítimas fataisEFE

O chefe da equipe dos bombeiros, Pellegrino Iandolo, explicou sobre as dificuldades do resgate dos sobreviventes e dos corpos, já que o ônibus caiu em uma área de matagal. Além disso, falou sobre a necessidade de rapidez no procedimento, uma vez que em cima do veículo estava pendurado um grande pedaço de concreto que se soltou do viaduto.

Depois de várias horas de trabalho, 39 corpos foram resgatados e 10 feridos foram transferidos com urgência para vários hospitais região. Dois passageiros morreram no hospital. Hoje, aproximadamente às 10h locais (5h de Brasília), foram removidos os destroços do ônibus que agora está à disposição dos peritos para se esclarecer as causas do acidente.

As primeiras hipóteses falam de uma falha no sistema de freios do ônibus e, inclusive, do estouro de um dos pneus, mas todas elas terão que ser verificadas com os sobreviventes e pelos peritos, já que o motorista do ônibus morreu no acidente. Antonio, um dos passageiros de um dos veículos envolvidos no engavetamento, explicou à imprensa italiana que o motorista do ônibus tentou evitar a colisão com o resto dos carros.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia