Política belga é despedida depois de tweet sobre acidente na Espanha

Ela disse que 'imbecis que marcharam até Compostela' ficaram sem celebrações por culpa das vitimas que chegavam de trem

Por helio.almeida

Uma conselheira do Partido Liberal Francófono da Bélgica (MR) foi despedida nesta segunda-feira depois de postar no Twitter um comentário "de mau gosto" sobre o acidente de trem que aconteceu em Santiago de Compostela, confirmou o porta-voz do grupo, Frédéric Cauderlier.

Acidente de trem na Espanha deixa mortos e feridosEfe

"Os imbecis que marcharam durante semanas para chegar a Compostela ficam sem celebrações por culpa dos que chegavam de trem", publicou Gaëlle Smet em sua conta privada na rede social dia 25 de julho, no dia seguinte ao acidente.

O post provocou protestos entre alguns membros do Movimento Reformador. O comentário "nos chocou", já que é "totalmente contrário à mensagem do partido, que defende o respeito à todas as crenças" e "não podemos permitir a menor ambiguidade" a respeito, explicou o porta-voz.

O partido "lamenta profundamente a terrível tragédia" ocorrida na capital galega e "não pode tolerar essas palavras de alguém que exerce as funções que tinha a ex-conselheira", acrescentou a fonte.

Gaëlle trabalhava há cerca de 8 anos como "assessora em temas relacionados com a neutralidade do Estado" no Centro Jean Gol, uma associação que promove a doutrina do partido liberal francófono.

Segundo o porta-voz, a ex-conselheira reconheceu em reunião esta segunda-feira com o presidente do partido, Charles Michel, que sua mensagem "tinha sido um erro e que era difícil seguir na função depois do ocorrido".

Gaëlle explicou no jornal La Libre Belgique que o tweet foi publicado em sua conta privada, sem nenhuma conexão com o MR, e que não pretendia incomodar ninguém, era só "um pouco de humor negro".


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia