Buscando credibilidade, oposição síria vai nomear premiê

Ahmad Tumeh, político islâmico independente, é um nome de peso para governar áreas controladas por rebeldes

Por julia.amin

Síria - A coalizão oposicionista síria vai nomear no sábado um primeiro-ministro provisório para tentar elevar a credibilidade internacional do grupo, disseram fontes da Coalizão Nacional.

O grupo, que tem apoio de vários governos árabes e ocidentais, ficou em segundo plano durante as intensas negociações internacionais da última semana devido ao suposto ataque químico contra civis nos arredores de Damasco. Fontes da coalizão disseram haver consenso quanto à nomeação de Ahmad Tumeh, um político islâmico independente, para governar áreas controladas por rebeldes, nas quais o declínio para o caos ameaça prejudicar a oposição ao presidente Bashar al-Assad.

"Nomearemos um novo primeiro-ministro amanhã (sábado). Será o primeiro item da agenda", afirmou o porta-voz da coalizão, Khaled Saleh, a jornalistas após o primeiro dia de um encontro entre os 115 membros do grupo.

Sobre a proposta russa que prevê a destruição do arsenal químico da Síria, poupando Assad de um ataque norte-americano, Saleh disse que ela falha porque "não absolve o regime do fato de ter matado 1.466 civis inocentes". Assad nega ter cometido o ataque de 21 de agosto.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia