Príncipe William pede para sair da Força Aérea Britânica

Imprensa especula que ele vai se dedicar ao filho, nascido em julho

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Londres - Que a paternidade muda radicalmente a vida de um homem, ninguém duvida. No caso do príncipe William, o segundo na linha de sucessão ao trono britânico, a guinada foi ainda maior. Ele anunciou, nesta quinta-feira, que deixará a farda da Força Aérea Britânica para, segundo especula a imprensa local, se dedicar às fraldas de seu filho, George Alexander Louis, que nasceu dia 22 de julho.

William e Kate vão se mudar para palácio real de Londres em breveReuters

Oficialmente, segundo o porta voz do Palácio de Kensington, o futuro rei da Inglaterra se concentrará em ‘compromissos reais’ e ‘trabalhos beneficentes’. Aos 31 anos, o duque de Cambrigde completou nesta semana sua última etapa como piloto de helicópteros de busca e resgate com a Real Força Aérea Britânica na base de Anglesey (Gales), onde reside com a mulher, Kate Middleton. O casal vai se mudar para o Palácio de Kensington, em Londres, nas próximas semanas.

O príncipe continuará auxiliando o trabalho de sua avó, a rainha Elizabeth II, e toda a família real através de compromissos oficiais na Inglaterra e fora do país. “Ele ampliará seu trabalho no campo da conservação, particularmente no que diz respeito às espécies protegidas, e seguirá trabalhando com suas organizações beneficentes em assuntos relacionados a crianças, jovens, veteranos e membros das Forças Armadas”, explicou o porta-voz oficial.

Como oficial da Força Aérea, William foi exaltado por autoridades. “Contribuiu para salvar vidas e ganhou o respeito de todos que trabalharam com ele”, disse o ministro da Defesa, Philip Hammond.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia