Por juliana.stefanelli

Washington (EUA) - Um dos autores do ataque ocorrido nesta segunda-feira, em um prédio da Marinha, em Washington (EUA), foi morto, informou a polícia da capital. Contando com o criminoso morto, já são sete vítimas fatais e outras cinco pessoas feridas. De acordo com a imprensa norte-americana, citando fontes das forças armadas, atirador estava na companhia de outros dois, todos usando roupas militares.

Prédio da marinhaReuters

"A grande preocupação para nós agora é que temos, potencialmente, outros dois atiradores que não sabemos onde estão neste momento", disse a chefe da polícia da capital, Cathy Lanier, que descreveu os suspeitos como um homem branco, e um homem negro, de cerca de 50 anos de idade.

O prefeito do distrito de Columbia, Vincent Gray, disse que um atirador entrou em um dos edifícios da base naval, onde trabalham cerca de três mil pessoas, "e começou a disparar". Um dos feridos é um agente da polícia metropolitana, informou uma porta-voz do hospital onde estão internados.

PrédioReuters

"Temos informes de pessoas que morreram no lugar e que há mais feridos", disseram em entrevista coletiva os médicos do hospital, que não pôde confirmar o número total de vítimas do ataque.

"O policial transferido para cá apresenta múltiplos ferimentos de balas nas pernas", afirmou. "Uma das mulheres tem um ferimento no ombro, a outra na cabeça e na mão", acrescentou. A porta-voz disse que, de acordo com o comunicado pelos feridos, foram usadas armas automáticas no ataque.

Local onde ocorreu ataqueReprodução Internet

O tiroteio provocou um alerta em todo o distrito de Columbia e a intensificação da vigilância no Departamento de Transporte, que tem escritórios junto à base naval, e em torno ao Congresso, a cerca de seis quilômetros do local. Além disso, provocou a suspensão temporária das decolagens do aeroporto Reagan National, que está do outro lado dos rios Anacostia e Potomac.

Você pode gostar