NSA espionou mais de 60 milhões de telefonemas na Espanha, diz jornal

Publicação diz que entrou em acordo com o jornalista Glenn Greenwald, que mora no Rio de Janeiro e recebeu os vazamentos de Snowden

Por clarissa.sardenberg

Espanha - A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) recentemente monitorou mais de 60 milhões de ligações telefônicas na Espanha no período de um mês, disse um jornal espanhol nesta segunda-feira, citando um documento que fez parte dos vazamentos feitos pelo ex-prestador de serviço da NSA Edward Snowden.

O jornal El Mundo publicou nesta segunda-feira a reprodução de um gráfico que, segundo o jornal, era um documento da NSA mostrando que a agência espionou 60,5 milhões de telefonemas na Espanha entre 10 de dezembro de 2012 e 8 de janeiro deste ano.

O governo espanhol diz até o momento que não tem conhecimento de espionagem a seus cidadãos por parte da agência norte-americana, que foi acusada de acessar dezenas de milhares de telefonemas na França e de monitorar as comunicações da presidente Dilma Rousseff e da chanceler alemã, Angela Merkel, entre outros casos de espionagem.

O jornal disse que chegou a um acordo com o jornalista Glenn Greenwald, que mora no Rio de Janeiro e recebeu os vazamentos de Snowden e publicou as denúncias sobre outros países, incluindo o Brasil, para ter acesso aos documentos envolvendo a Espanha.

Na última sexta-feira a Espanha resistiu aos pedidos da Alemanha por um acordo de "não espionagem" entre os 28 países-membros da União Europeia, similar ao acordo negociado entre Berlim e Paris. O premiê espanhol, Mariano Rajoy, disse que o país ainda buscava mais informações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia