Espião se fecha em mala de viagem e acaba morrendo

Polícia conclui que morte ocorrida em 2010 foi acidental e que não há relação com trabalho do agente da inteligência britânica

Por helio.almeida

Reino Unido - Um agente de inteligência britânico foi achado morto em uma bolsa de viagem na banheira de seu apartamento em Londres. A investigação chegou à conclusão que Gareth Williams, de 31 anos, não foi assassinado e sim se enfiou na bolsa. O corpo foi achado em agosto de 2010, mas a conclusão do caso só ocorreu nesta quarta-feira.

Polícia não informou se morte teve algo a ver com seus interesses sexuais e sadomasoquistasReprodução Internet

"Minha opinião é que o que aconteceu foi um acidente", declarou Martin Hewitt, da polícia metropolitana de Londres, acrescentando que provavelmente Gereth se matou por acidente ao se trancar sozinho na mala. "Estou convencido de que sua morte não tem relação com seu trabalho". Apolícia não descart participação de outra pessoa no caso.

A tese da polícia contradiz os médicos forenses, que, em 2012, disseram que Williams provavelmente foi vítima de outra pessoa. Hewitt não quis especular se a morte de Williams em seu apartamento de Londres, em agosto de 2010, teve algo a ver com seus interesses sexuais e sadomasoquistas. Ninguém foi detido por sua morte.

Reprodução mostra como a pessoa pode se fechar a si mesma em uma malaReprodução Internet


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia