Empresa de comércio eletrônico testa drones para agilizar entregas

Aeronaves não-tripuladas poderão entregar encomendas em meia hora após compra on-line

Por joyce.caetano

Estados Unidos - A Amazon, maior empresa de comércio eletrônico do mundo, está testando serviço de entrega de pacotes usando drones (aviões não-tripulados), disse neste domingo o presidente-executivo, Jeff Bezos, em um programa de televisão.

Amazon testa drones para agilizar entregas Reprodução Internet

Apelidados de Octocopters, os drones teriam capacidade para realizar entregas de encomendas com até 2,3 quilos. As entregas levariam até 30 minutos para serem entregues, após o consumindor realizar a compra pelo site.

O moderno serviço deve levar até cinco anos para entrar em operação e seria necessário a aprovação da Administração Federal de Aviação Americana (FAA) para o uso dessas pequenas aeronaves para atividades civis.

'Eu sei que isso parece filme de ficção científica, mas não é. Podemos fazer entregas em meia hora e carregar objetos com até 2,3 quilos, que representam 86% dos itens que entregamos" disse Bezos.

Drone realizando encomenda na casa do clienteReprodução Internet

De acordo com a Amazon, ao realizar os testes agora, o serviço, que será chamado de Prime Air, poderá ser realizado assim que houver autorização.

Em seu website, a empresa postou um vídeo mostrando como funcionaria o Prime Air, desde o momento em que o cliente faz a encomenda através do site, até a sua entrega, com o drone realizando pouso em sua porta.

A Federação de Aviação Americana aprovou o uso dos drones para agências da polícia e do governo e aproximadamente 1,4 mil licenças foram emitidas nos últimos anos. O espaço aéreo civil americano deverá liberar o uso de drones em 2015 e, na Europa, no ano seguinte.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia