Dilma será uma das oradoras em homenagem a Mandela na África do Sul

Dilma, Sarney, Collor, FHC e Lula participam na terça de evento em estádio em homenagem a ex-líder sul-africano

Por joyce.caetano

Brasília - A presidente Dilma Rousseff fará um tributo na terça-feira a Nelson Mandela, morto no dia 5, durante cerimônia em homenagem ao primeiro presidente negro da África do Sul no estádio Soccer City, em Johanesburgo. O evento em memória do ícone antiapartheid começará às 11 horas locais (7 horas em Brasília).

A informação foi confirmada, há pouco, pelas assessorias de imprensa do Palácio do Planalto e do Ministério das Relações Exteriores e consta da programação oficial do evento, que já tem confirmada a presença de 89 chefes de Estado.

Dilma e ex-presidentes viajam para funeral de MandelaPresidência da República

Além de Dilma, discursarão os presidentes dos EUA, Barack Obama, de Cuba, Raúl Castro, da Namíbia, Hifikepunye Pohamba, e da Índia, Pranab Mukherjee, além do vice-presidente chinês, Li Yuanchao. A presidente brasileira será, assim, a única representante da América do Sul a se pronunciar publicamente durante a cerimônia.

Homenagens de parentes de Mandela e de representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) também estão programados para o culto religioso, que deve durar quatro horas.

No início da tarde desta segunda-feira, Dilma embarcou rumo à África do Sul acompanhada pelos ex-presidentes brasileiros José Sarney (1985-1990), Fernando Collor de Mello (1990-1992), Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010).


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia