Por helio.almeida

Buenos Aires (Argentina) - Cerca de 70 pessoas, entre elas sete crianças, ficaram feridas no ataque de um cardume de chaputas, peixes carnívoros parentes das piranhas, enquanto se mergulhavam no Rio Paraná na cidade argentina de Rosário, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais. Entre os feridos mais graves está uma menina de sete anos, que perdeu parte do dedo indicador enquanto mergulhava no dia do Natal nas tradicionais praias de Rosário, onde aconteceu o ataque.

Jovem é socorrido após ataque de piranhas em balneário argentinoEfe

Outros banhistas precisaram ser atendidos por fraturas expostas nos pés, nos tornozelos e nas mãos, detalharam fontes do Sistema de Emergências Integrados (SIES) da cidade, situada a cerca de 300 quilômetros ao oeste de Buenos Aires.

"A chaputa é uma espécie comum nesta época do ano, mas em outro ponto do rio", explicou nesta quinta-feira o subsecretário de Recursos Naturais da Província de Santa Fé, Ricardo Biasatti. "Não há antecedentes de ataques dessa magnitude, mas tivemos casos esporádicos todos os anos", acrescentou Biasatti em entrevista à TV local "El Ocho".
Publicidade
As chaputas são peixes carnívoros, de dentes afiados e muito agressivos, que costumam atacar em grupo e aparecem esporadicamente no litoral do Rio Paraná, especialmente com altas temperaturas como as que a região central da Argentina tem observado nos últimos dias, quando a temperatura chegou a 38 graus.
Você pode gostar