Por tamara.coimbra

Ucrânia - Manifestantes pró-russos invadiram nesta segunda-feira a sede do governo central da Ucrânia em Donetsk e o Parlamento regional de Odessa, no leste e sul do país. Em Donetsk, região de origem do presidente deposto Viktor Yanukovich, cerca de 100 manifestantes tomaram o pátio interior do escritório, enquanto a polícia local retirava os jornalistas pela porta de atrás.

Em Odessa, os manifestantes invadiram a câmara no momento de uma sessão. Nesta, cerca de 700 manifestantes exigiam aos deputados regionais uma desobediência às novas autoridades de Kiev, que, segundo eles, deram um golpe de Estado ao depor o então presidente ucraniano Viktor Yanukovich.

Os simpatizantes da organização local "Alternativa Popular", que convocou um comício pró-russo, arrancaram a bandeira ucraniana do edifício e estenderam uma russa no lugar. Milhares de pessoas se concentram nesta segunda em frente à administração regional do Estado em Donetsk para expressar sua rejeição à nomeação do novo delegado do governo central para esta região, Sergei Tarut.

Tarut deveria comparecer nesta segunda-feira à sessão da Assembleia regional de Donetsk, cujo presidente, Andrei Fedoruk, renunciou seu cargo nesta manhã. Posteriormente, em uma votação secreta, os deputados regionais designaram o ex-governador de Donetsk Andrei Shishatski como o novo presidente da Assembleia.

Donetsk e outras cidades russas no leste e no sul da Ucrânia registraram grandes protestos contra a intervenção da Rússia na Crimeia. No sábado, quando Rússia não tinha declarado sua intenção de intervir militarmente na Crimeia, dezenas de milhares de manifestantes participaram de comícios pró-russos nessas mesmas localidades.

Você pode gostar