Ucrânia diz que tropas russas na Crimeia dobraram para 30 mil

País afirma que tropas extras russas violam tratado que regulamenta a base militar

Por clarissa.sardenberg

Rússia - A Rússia tem atualmente 30 mil militares na região ucraniana da Crimeia, quase o dobro do número divulgado anteriormente pelo governo de Kiev, segundo informaram guardas de fronteira da Ucrânia nesta sexta-feira. De acordo com Serhiy Astakhov, assessor do chefe do serviço de guardas da fronteira, o número é uma estimativa que inclui tanto as tropas que chegaram na semana passada quanto os militares da frota russa no mar Negro, que têm base permanente no porto de Sebastopol.

A Rússia, cujas forças ocuparam a península da Crimeia na semana passada, diz que as únicas tropas que possui na região são aquelas como base no porto de Sebastopol. As tropas russas que ocuparam posições na Crimeia não possuem insígnias em seus uniformes, mas dirigem veículos com placas militares russas.

A Ucrânia diz que milhares de tropas extras chegaram e foram espalhadas pela península ocupada, em violação ao tratado que regulamenta a base militar. A Ucrânia havia informado nesta semana que 16.000 militares russos estavam na Crimeia.

Militares perto do edifício da Criméia parlamento autonomia em Simferopol, na UcrâniaEfe


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia