Empregado que vazou vídeo de briga entre Solange Knowles e Jay-Z é demitido

Funcionário do hotel Standard de Nova York, teria cobrado cerca de R$ 560 mil pelo vídeo

Por julia.sorella

Nova York - O hotel Standard de Nova York, em cujo elevador aconteceu o ataque de Solange Knowles a seu cunhado Jay-Z, localizou e demitiu o empregado que vazou o vídeo de segurança que captou esta briga privada e pelo qual supostamente teria cobrado US$250 mil, aproximadamente R$ 560 mil, informou nesta quinta-feira o "New York Post".

Enquanto isso, surgem todos os tipos de rumores sobre qual foi a causa que gerou a violenta reação da irmã de Beyoncé contra seu marido, o hotel tomou medidas para que este ataque à intimidade de seus clientes não volte a acontecer.

Após briga%2C Solange Knowles e Beyoncé deixaram evento em um carro. Jay Z foi embora em outro veículoReprodução Internet

"O Standard já demitiu o responsável e agora buscará todas as ações legais disponíveis. O hotel facilitará toda a informação disponível para as autoridades criminais", asseguraram desde o hotel em comunicado. O vídeo filtrado mostrava, sem som, como Solange Knowles agredia Jay-Z, enquanto um guarda-costas tentava detê-la, na festa que aconteceu no hotel depois da premiação do Museu Metropolitano de Arte de Nova York (Met), em 5 de maio.

Segundo o "New York Post", o empregado do Standard ofereceu a gravação a diferentes meios de comunicação até que o portal "TMZ" pagou US$ 250 mil pelo mesmo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia