Artista plástica faz intervenção inusitada em museu de Paris, na França

Deborah de Robertis tentou reproduzir a obra de Gustave Courbet, 'A Origem do Mundo', e se exibiu nua para o público

Por julia.sorella

Paris - A artista plástica Deborah de Robertis, de Luxemburgo, causou polêmica na semana passada ao fazer uma intervenção artística no Museu D'Orsay, em Paris, na França. Em frente a famosa obra "A origem do mundo", de Gustave Courbet, que mostra uma mulher com as pernas descobertas mostrando a vagina, Deborah levantou seu vestido e se exibiu nua para o público do museu.

>>> LEIA MAIS: Artista costura vagina em evento de universidade em Rio das Ostras

Deborah de RobertisReprodução Internet

A artista chamou sua reinterpretação da obra de "Le miroir de l'origine", em português O espelho da Origem, e declarou para o jornal "Luxerburger Wort" que não fez o ato para se exibir, mas sim em nome da arte. "Se tirarmos as coisas do contexto, podemos reduzir esta performance a um ato de exibicionismo. Mas não há nada de impulsivo no que faço. Tudo é bastante pensado. Ao exibir minha vagina debaixo deste quadro, nesta sala, neste museu, um quadro é recriado" comletou Deborah.

Robertis entrou no salão 20 do Museu D'Orsay, conhecido pelo seu acervo de obras impressionistas, ao som de "Ave Maria" de Schubert. Ao ser coberta por um segurança, o público que aplaudia a perfomance da artista, protestou. O jornal francês "Le Figaro" contou que a artista só aceitou sair do museu com a presença da polícia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia