Incursão terrestre em Gaza está pronta, só depende do governo israelense

Meios locais informam que foram mobilizados 30 mil reservistas para diferentes unidades

Por clarissa.sardenberg

Israel - O chefe do Exército israelense, General Beny Gantz, assegurou nesta sexta-feira que a incursão terrestre na Faixa de Gaza já está preparada e depende unicamente de uma decisão política. "Devemos olhar esta campanha de forma sensata e não histérica. Nada impedirá que sigamos adiante. O Exército israelense não precisa de uma gota a mais no copo para lançar uma operação terrestre, só uma diretriz política", declarou Gantz durante uma visita a uma base da Brigada de Paraquedistas.

O responsável do Estado-Maior assinalou que "Gaza está afundando no desastre. A ofensiva por ar é excelente e os (esforços) em inteligência estão funcionando". Enquanto vários dirigentes israelenses se referem à iminência de uma incursão por terra, meios locais informam que foram mobilizados 30 mil reservistas para diferentes unidades.

Soldado israelense faz oração em campo ao lado de artilharia nesta sexta-feiraReuters

No começo da semana o gabinete israelense autorizou o Exército a mobilização de 40 mil homens na reserva em caso necessário, o que representa 10 mil a mais que na última operação desenvolvida em Gaza contra o Hamas em 2012. 

Israel fez uma incursão por terra em Gaza no começo de 2009 que lhe causou baixas, apesar de na última ofensiva de 2012 suas tropas não terem cruzado o território palestino, considerado uma da áreas mais povoadas do planeta com 1,8 milhão de habitantes. Até o momento, Israel centrou sua atual operação em bombardeios aéreos e da marinha, além de artilharia de tanques estacionados fora do perímetro de Gaza, de acordo com o relato de testemunhas na Faixa. Uma centena de palestinos morreu e mais de 700 ficaram feridos nos últimos quatro dias de ofensiva israelense.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia