Forças curdas e iraquianas recuperam cidade tomada por jihadistas

Neste domingo, forças mistas romperam o cerco imposto há mais de dois meses em cidade de maioria xiita e turcomana

Por clarissa.sardenberg

Iraque - O exército do Iraque e as forças curdas (peshmergas) recuperaram nesta segunda-feira o controle da cidade de Suleiman Bek, após mais de dois meses de ocupação por parte dos jihadistas do Estado Islâmico (EI), informaram fontes de segurança.

As forças mistas, com o apoio de milícias de voluntários, mataram cerca de 30 jihadistas nos combates pela libertação de Suleiman Bek, localizada a 90 quilômetros de Tikrit, capital da província de Saladino.

Forças curdas e iraquianas celebram retomada de Sulaiman Bek do controle do Estado Islâmico (EL)Reuters

A operação contou com o apoio da aviação iraquiana e o exército e os peshmergas avançam em direção das aldeias próximas, explicou a fonte. Equipes de especialistas começaram a desativar os artefatos explosivos instalados pelos extremistas em ruas, casas e instalações da administração local em Suleiman Bek.

Neste domingo, as forças mistas iraquiana-curdas romperam o cerco imposto há dois meses e meio pelos jihadistas na cidade de Amerli, de maioria xiita e turcomana. Havia o temor de que os extremistas cometessem um massacre de civis na localidade. Além disso, foram libertadas durante a operação os povoados de Al Salam, Yankaya e Anyana.

Há mais de dois meses, várias zonas nas periferias de Tuz, Suliman Bek e Amerli, todas elas na província de Saladino, permaneciam em mãos do EI. O grupo extremista efetuou rápidas conquistas em junho e declarou um califado islâmico nos territórios da Síria e Iraque sob seu controle.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia