Ataques terroristas deixam ao menos 16 mortos na Somália

Além dos mortos, em sua maioria civis, pelo menos 22 pessoas ficaram feridas no duplo atentado ocorrido em Lowe Shabelle

Por leonardo.rocha

Somália - Um atentado terrorista reinvidicado pelo grupo radical islâmico Al Shabaab deixou ao menos 16 mortos na Somália, nesta segunda-feira. Mais de duas dezenas de pessoas ficaram feridas no ataque, que atingiu dois micro-ônibus na região de Lower Shabelle, ao sul de Mogadício, capital do país africano. As vítimas foram quase todas civis - dois soldados da União Africana também morreram.

Um dos micro-ônibus atingidos por explosões na região de Lower Shabelle%2C no sul do país africanoReuters


O xeique Abdiasis Abu Musab, porta-voz de operações militares do grupo, afirmou que o objetivo com os dois carros-bombas usados na ação era atingir um comboio de tropas africanas, não os civis que acabaram mortos e feridos. O governador da região, Adukadir Mohamed Sidi, que viajava junto com o grupo militar, disse que as explosões atingiram o ônibus que viajava atrás do comboio. Além dos 16 mortos, 22 ficaram feridos.

Três rebeldes disseram que quatro norte-americanos e um sul-americano estavam entre os mortos no ataque ao comboio da UA. Não houve confirmação oficial. É comum que os números fornecidos pelo Al Shabaab sobre mortos sejam diferentes dos dados oficiais.

No fim de semana, o Al Shabaab nomeou um novo líder após a morte de seu comandante anterior, Ahmed Godane, na semana passada. O grupo, que, assim como outros na África e no Oriente Médio, busca impor uma rígida interpretação do islamismo em seu país, prometeu colher os "frutos amargos da vingança".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia