Três tiroteios na capital do Canadá deixam a cidade em alerta máximo

Polícia canadense matou um dos suspeitos e faz uma varredura no perímetro do Parlamento em busca de outros envolvidos. Há uma investigação de uma possível ação terrorista

Por bianca.lobianco

Canadá - Três tiroteios próximo ao Parlamento do Canadá deixaram a cidade de Ottawa em alerta máximo por volta das 10h locais desta quarta-feira. Um homem entrou armado no Parlamento e abriu fogo contra um soldado, que morreu momentos depois próximo ao Memorial da Guerra após os paramédicos tentarem reanimar a vítima.

Galeria: Tiroteio fecha entorno do Parlamento canadense

Na fuga, a polícia canadense matou um dos suspeitos. O primeiro-ministro do Canadá estava no prédio e conseguiu ser retirado em segurança. Três pessoas ficaram feridas, dentre elas, um guarda de prédios nas proximidades do Parlamento, conforme informou o ministro-chefe de gabinete do Canadá Jason Kenney. Duas estão estáveis e outra gravemente ferida. 

Os agentes cercaram as ruas do perímetro do Parlamento para fazer uma varredura em busca de outros envolvidos e a segurança foi reforçada. Na Universsidade de Ottawa, onde estudam 50 mil alunos, o clima é de tensão e todos estão confinados em seus dormitórios.

Operação policial foi montada no entorno do Parlamento do Canadá após homem abrir fogo em Memorial e atingir soldado Foto%3A Reuters

O governo pede para que a população não saia de casa. A embaixada canadense em Whashington está fechada, assim como a embaixada dos Estados Unidos no Canadá. Desde que autoridades norte-americanas foram informadas sobre o tiroteio, os dois países cooperam em sistema de alerta para apurar uma possível operação terrorista.

As empresas aéreas americanas e canandenses foram colocadas em estado de alerta. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia