Robert Plant recusa R$ 2 bilhões para nova reunião do Led Zeppelin

Após anos sem tocar juntos, músicos subiram ao palco pela última vez como banda em dezembro de 2007

Por clarissa.sardenberg

Rio - Robert Plant recusou uma fortuna de US$ 800 milhões (R$ 2 bilhões) para uma nova reunião com sua antiga banda, o Led Zeppelin. O ex-vocalista do grupo britânico rejeitou a oferta da Virgin Records afirmando que não "era a coisa certa a ser feita", segundo o Daily Mirror. A reunião consistiria em uma turnê de 35 shows, incluindo Londres, Berlim e Nova Jersey.

O guitarrista Jimmy Page, o baixista John Paul Jones e Jason Bonham — filho do baterista John Bonham morto em 1980 — já tinham assinado contrato, porém Plant pediu dois dias "para pensar no assunto" e acabou recusando a proposta.

John Paul Jones%2C Robert Plant%2C Jimmy Page e Jason Bonham na última reunião do Led Zeppelin Reuters

A tentativa de reunir o grupo foi orquestrada pelo presidente da Virgin, Richard Branson, que é um grande fã do Zeppelin. Segundo a Virgin, a respeito do projeto, "é impossível prosseguir sem ele (Plant)".

 A banda chegou ao fim após a morte de Bonham, que foi considerado "insubstituível" pelo grupo. Após anos sem se apresentar, o Led Zeppelin se reuniu pela última vez em dezembro de 2007, na Arena O2, em Londres, em um show que homenageava Ahmert Etergun, fundador da Atlantic Records. Fãs aguardam ansiosos por uma nova reunião do grupo desde então, mas o vocalista parece ser sempre o empecilho. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia