Ex-prefeito argentino troca tiros com polícia e foge em canoa para o Brasil

Tiroteio aconteceu na sexta feira e deixou ferido o filho do fugitivo. Ele é acusado de desviar dinheiro de fundos públicos

Por hugo.pernet

Buenos Aires - Um ex-prefeito de uma cidade da província argentina de Misiones, foragido há um ano após ser acusado de corrupção, trocou tiros com a polícia e fugiu para o Brasil em uma canoa, segundo informou neste domingo a imprensa local.

Alberto Krysvzuk, ex-prefeito da cidade de El Soberbio, que tem uma ordem de captura expedida desde o fim de 2013, enfrentou a polícia na noite da sexta-feira quando tentava escapar em um carro para a cidade vizinha de Colonia Aurora. No automóvel também estava o filho do ex-prefeito, que ficou ferido no tiroteio.

Alberto Krysvzuk deixou o cargo na prefeitura de província argentina de Misiones em outubro de 2013Divulgação

Segundo fontes policiais citadas por meios de comunicação locais, o veículo passou em alta velocidade por duas blitzes policiais de estrada até entrar em uma área de floresta, na ribeira do rio Uruguai, na fronteira com o Brasil. Quando a polícia encontrou o carro, agentes acharam em seu interior o jovem filho do ex-prefeito ferido por um tiro.

A vítima foi levada a um hospital da cidade de Oberá, onde recebeu tratamento e depois foi transferido a uma delegacia de El Soberbio para prestar depoimento. Krysvzuk, acusado de desvio de fundos públicos, fugiu rumo ao Brasil em uma canoa que estava amarrada nas margens do rio.

A cidade de El Soberbio é marcada pela grande colonização de imigrantes brasileiros. O município faz fronteira com as cidades gaúchas de Tiradentes do sul, Esperança do Sul, Crissiumal e Derrubadas através do Rio Uruguai e com a cidade catarinense de Itapiranga através do Rio Peperi Guaçu.

Com informação da Agência Efe

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia