Renda de cortes de cabelo vai ajudar a combater o HIV

Durante campanha, cabeleireiros vão conversar com clientes sobre prevenção da Aids

Por bferreira

Rio - Na cadeira de frente para o espelho, detalhes da vida pessoal surgem com frequência nas conversas entre cabeleireiro e cliente. Pensando nessa relação de confiança, a campanha ‘Cabeleireiros Contra Aids’ orienta os profissionais a falar sobre prevenção e combate ao preconceito. Nesta segunda-feira, Dia Internacional da Luta Contra Aids, 30 institutos de beleza espalhados pelo Brasil doarão parte de seus lucros à Sociedade Viva Cazuza, que cuida de crianças e adultos com HIV.

A iniciativa, da L’Oréal, existe no Brasil desde 2006 e envolve também o Ministério da Saúde. Esse ano, cerca de 200 cabeleireiros se colocaram à disposição. A diretora de Divisão de Produtos Profissionais da L’Oréal, Cristina Borges, explica que o envolvimento dessa categoria em especial está ligado à cumplicidade. “Eles são confidentes de clientes e têm a oportunidade de tocar nesse tema delicado com mais liberdade”, explica.

Para que as informações que chegam aos clientes sejam seguras, a empresa organiza encontros entre educadores e cabeleireiros. Segundo a gerente de formação da L’Oréal, Claudia Faria, são palestras com vídeos institucionais e um ‘quiz’, que abordam a prevenção da Aids e o combate à discriminação.

“Oferecemos folhetos, que ficam nas bancadas dos salões e funcionam como um pretexto para o assunto começar,” afirma.

Além de disseminar a importância da prevenção, com o uso do preservativo, a campanha angaria fundos para a Sociedade Viva Cazuza, no Rio de Janeiro, há pelo menos sete anos. A casa cuida de 24 crianças soropositivas em regime de internato e 190 adultos.

Mãe do cantor Cazuza e fundadora da sociedade, Lucinha Araújo diz que doações em dinheiro, remédios, roupas e alimentos (perecíveis e não perecíveis) sempre são bem-vindas. “Além da ajuda financeira, a campanha faz um trabalho preventivo. Temos que falar sobre o tema. Nos últimos tempos, passamos a receber mais bebês com o vírus HIV,” lamenta Lucinha.

Os salões engajados

No Rio, nesta segunda-feira, destinarão parte da renda ao combate à Aids os salões Walter’s Coiffeur (Barra e Leblon), Care Body&Soul, Academia L’Oréal Rio e Instituto L’Oréal Professionnel. O badalado Rudi Werner, dono da rede Werner, também vai participar. Ele dará desconto de 20% nos cortes, das 14h às 19h de segunda , no salão da Rua Visconde de Pirajá, 559, Ipanema.

Para ele, ainda existe muito preconceito com os portadores do vírus HIV. “Através da iniciativa, podemos levar informação a pessoas que não conhecem a doença”, diz Rudi. Ele conta que, a partir do momento que um cliente senta em sua cadeira, aquele tempo deve ser agradável. “Elas falam coisas que não têm coragem de falar para seus familiares”, revela.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia