Papa diz que homossexualismo é realidade

Questão foi tratada durante o Sínodo dos Bispos

Por karilayn.areias

Papa Francisco admitiu que homossexualismo é uma realidade encontrada nos confessionáriosReuters

Roma - O Papa Francisco admitiu que o homossexualismo é uma realidade encontrada nos confessionários. A questão foi tratada durante o Sínodo dos Bispos. “Nada se falou de matrimônio homossexual no Sínodo. O que falamos é como uma família que tem um filho ou uma filha que seja homossexual deve educar, como se ajuda a essa família a levar adiante esta situação então inédita. Assim, se falou da família e dos homossexuais em relação às suas famílias porque é uma realidade que a todo momento encontramos nos confessionários: um pai e uma mãe que te um filho ou filha assim. A mim já aconteceu diversas vezes em Buenos Aires. E bem, é preciso ver como ajudar a este pai e a esta mãe para que acompanhem a esse filho ou filha”, disse Francisco em entrevista exclusiva para o jornal argentino ‘La Nacíon’.

Prestes a completar 78 anos, no próximo dia 17, o Papa também falou sobre sua saúde, após declarações de que esperava “ir para a casa do pai em três anos”.

“Tenho me minhas dores e meus sofrimentos da idade. Mas estou nas mãos de Deus e até agora tenho dito um ritmo de trabalho mais ou menos bom”, revelou.

O Papa Francisco também voltou a pregar contra o clericanismo, que afasta os fiéis da Igreja. “A proximidade é o chamado do católico hoje, a sair e sermos mais próximos das pessoas, de seus problemas, de suas realidades”, disse na entrevista que durou cerca de 50 minutos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia