Mais Lidas

Irmão de brasileiro morto no México faz contato com a família em Santa Catarina

Fernando Silva desapareceu domingo e telefonou para os pais na noite desta segunda-feira

Por tamara.coimbra

México - Irmão mais novo de Dealberto Jorge Silva, que foi encontrado morto em um resort da Playa del Carmen, no México, entrou em contato por telefone nesta segunda-feira com a família em Jaraguá do Sul (SC), a cerca de 180 km de Florianópolis. De acordo com parentes, Fernando Silva, que havia desaparecido no último domingo, avisou que ainda estava escondido "em um local seguro" dos supostos assassinos do irmão, mas não informou quem o ameaçava. Segundo o primo deles, Dealberto foi encontrado morto após cair de uma altura de cerca de 10 metros do hotel próximo a Cancún.

O primo relatou ainda que Fernando fez contato com a família na noite desta segunda-feira e que estava "em estado de choque". O advogado, que não quis dá muito detalhes, disse que Fernando está "em um local seguro" e que a família tenta fazer que ele volte o mais rápido para o Brasil.

Dealberto e irmão em viagem em CancúnReprodução Facebook

Os irmãos viajaram para o México no dia 2 de janeiro, para o casamento de um amigo. Após a festa, eles ficaram na cidade para participar de um festival de música eletrônica, informou os familiares.

A última postagem dos dois nas redes sociais ocorreu na última quarta-feira. Após este dia eles desapareceram. Nesta segunda, a página do Facebook de Dealberto havia sido excluída.

De acordo com o primo de Dealberto, a polícia mexicana confirmou que o empresário caiu de uma altura de cerca de 10 metros e morreu. A queda ocorreu em um prédio na região de Playa del Carmen, área em que a vítima estava hospedada. Porém, segundo informações, a queda não ocorreu no hotel em que ele estava. O primo explicou que a região é formada por vários prédios de dois a três andares. Ele não sabe confirmar se o prédio que Dealberto caiu também era um hotel.

O empresário foi encontrado morto no balneário de Playa del Carmen, localizado a 70 quilômetros ao Sul de Cancún. Dealberto foi reconhecido por uma amiga que viajava com os irmãos. O mais jovem, Fernando, foi dado inicialmente como desaparecido por familiares e amigos.

Dealberto Jorge Silva%2C de 35 anos%2C era bem conhecido na comunidade de Jaraguá onde moravaReprodução Facebook

Áudio

Antes disso, o brasileiro havia mandado áudio para amigos do celular alertando que poderia sofrer um possível sequestro. As informações são da TV RBS.

Na mensagem, Dealberto pede a amigos que chamem a polícia e a imigração para falar sobre uma situação "muito estranha" na frente do resort onde ele e o irmão, Fernando Silva, que também foi para o México, estavam hospedados.

"Irmão, eu estou para ser sequestrado por aquela amiga do Marchetti, a russa. Tem muita gente, está muito estranho, e avise a Polícia Federal, alguma coisa assim, cara. Eu estou passando na frente do Hotel The Royal, em Cancún, Playa del Carmen, está todo mundo me olhando. Já está vindo carro, já deu coisa estranha. Muito estranha. Entende? Então, só avisa a imigração de problemas, por favor. Avisa a polícia. Muito estranho".

Familiares acreditam que um deles tenha se envolvido com uma mulher relacionada com a máfia mexicana e, por isso, os dois estariam sendo perseguidos. De acordo a RBS TV, familiares haviam informado ainda que esta mulher estaria sendo investigada pela polícia mexicana.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia