Com a presença de Dilma, Evo Morales jura cargo e assume mandato na Bolívia

Minutos antes de jurar o cargo, Morales recebeu cinco dirigentes indígenas e sindicais leais ao governo no Palácio

Por victor.duarte

Bolívia - O presidente Evo Morales assumiu nesta quinta-feira pela terceira vez consecutiva a presidência da Bolívia após jurar seu cargo na cerimônia oficial de posse, que foi realizada no parlamento boliviano. O mandato de Morales vai até 2020.

O ato de posse contou com a participação da presidente Dilma Rousseff e dos governantes de Costa Rica, Equador, Paraguai, Trinidad e Tobago e Venezuela, entre outros convidados internacionais.

Dilma Rousseff marca presença na cerimônia de posse oficial do presidente da Bolívia Evo MoralesReuters

Com este terceiro período no governo, o presidente boliviano se transformará no líder que mais tempo regeu o destino deste país sul-americano. Minutos antes de jurar o cargo, Morales recebeu cinco dirigentes indígenas e sindicais leais ao governo no Palácio Queimado de La Paz e entregou simbolicamente a faixa e a medalha presidenciais para que as levassem ao Legislativo.

"Espero cumprir dignamente este mandato, um mandato sagrado que tenho a obrigação de depositar ao povo, e vocês representam o povo boliviano", assinalou o líder. Morales se dirigiu depois à Assembleia Legislativa para a posse oficial.

Vice-presidente da Bolívia Alvaro Garcia Linera entrega a faixa presidencial a Evo Morales no CongressoReuters

Pouco antes, Álvaro García Linera havia feito o juramento como vice-presidente da Bolívia, cargo que também ajuda a presidência do parlamento, no qual o partido de Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS), tem maioria.

Assistiram à terceira posse do governante boliviano os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, que visita o país pela primeira vez; da Costa Rica, Luis Guillermo Solís; do Equador, Rafael Correa; do Paraguai, Horacio Cartes; de Trinidad e Tobago, Anthony Carmona, e da Venezuela, Nicolás Maduro. Também os vice-presidentes de Argentina, Belarus, Cuba, Nicarágua e Peru assistiram à posse.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia