Estado Islâmico confirma execução

Primeiro-ministro do Japão disse que morte é inaceitável

Por bianca.lobianco

Iraque - A rádio do Estado Islâmico (EI), Al-Bayan, confirmou ontem a execução do refém japonês Haruna Yukawa, um dia depois da divulgação de um vídeo que anunciava a sua decapitação. O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que a execução é inaceitável.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia