Por bferreira

Síria - Em nova série de ataques em aldeias da Síria, os terroristas do Estado Islâmico (EI) já capturaram cerca de 300 cristãos assírios. Segundo as redes CNN e BBC, há a informação de que existe um vídeo com ameaças de morte aos reféns, dirigido ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Em Nova York, ontem, o FBI prendeu três homens que pretendiam viajar para Istambul, na Turquia, para depois se juntar ao EI na Síria.

Um deles teria dito que pretendia matar Obama e colocar uma bomba em Coney Island, balneário turístico em Nova York. Os suspeitos, dois huzbeques e um cazaque, têm cidadania americana e vivem no Brooklyn. Numa conversa gravada por investigadores, um deles afirma que caso não consiga a documentação para viajar à Síria, irá “comprar uma metralhadora e atirar em policiais”. Outro plano do trio era sequestrar um avião, para dá-lo ao EI.

Coalizão liderada pelos Estados Unidos tem combatido o EI, que controla grandes porções do território da Síria e também do Iraque.

Os assírios foram sequestrados durante ataques segunda, terça-feira e quarta-feira, em aldeias perto da cidade de Tal Tamer e Tal al-Jazira, na província síria de Hassekeh. Estimativas iniciais colocavam o número de sequestrados em cerca de 90, entre eles mulheres, crianças e idosos. Mas na manhã desta quarta-feira, Osama Edward, fundador da Rede de Direitos Humanos da Assíria, disse à CNN que o grupo extremista estava agora com centenas de reféns. Outras mil teriam deixado suas casas para trás.

Você pode gostar