Hora do Planeta promove 'apagão' pela sustentabilidade

Luzes serão apagadas em capitais de todo o mundo por uma hora a partir de 20h30 nos horários locais; No Brasil, evento ocorrerá em monumentos e pontos turísticos

Por paloma.savedra

Rio - Os pontos turísticos de capitais por todo o mundo vão ficar às escuras por uma hora. O 'apagão' é pela causa sustentável da 'Hora do Planeta' e ocorrerá às 20h30 dos horários locais. No Brasil, o evento ocorrerá na Praça dos Três Poderes, em Brasília, os Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, e a Igrejinha da Pampulha, em Belo Horizonte, entre outros locais. A mobilização é organizada pela ONG WWF.

A Hora do Planeta é um movimento simbólico, que ocorre uma vez por ano, no fim de março. A ideia existe desde 2007 e aqueles que participam firmam o compromisso com o planeta de criação de um mundo sustentável. Todas as 27 capitais brasileiras se comprometeram com o movimento. De acordo com a entidade, já são 173 cidades brasileiras com participação confirmada.

O 'apagão' vai tomar ainda o Elevador Lacerda, em Salvador, o Theatro Municipal de São Paulo e o Memorial da República, em Maceió. Na capital federal, a Biblioteca Nacional, o Museu Nacional, a Catedral e o Palácio do Buriti, sede do governo local, também vão ficar às escuras.

Ipanema fará show antes da mobilização

Em Ipanema, a 'Hora do Planeta' começa a ser celebrada a partir das 16h. Um show com o músico Hamilton de Holanda e o coletivo internacional de artistas Playing For Change animará a festa. O evento será realizado com gerador de biocombustível.

Além de monumentos públicos, a ONG incentiva as pessoas a participar da mobilização em suas casas, apagando as luzes não essenciais, como as de teto, televisões e computadores. A WWF lembra que luzes de funcionamento essencial, como iluminação de segurança em espaços públicos, luzes de orientação da aviação e semáforos, devem permanecer ligadas.

Por se tratar de uma mobilização mundial, em alguns países a Hora do Planeta de 2015 já ocorreu. Em Sidney, na Austrália, a famosa Opera House ficou apagada. As cidades de Yokohama, Tóquio e Osaka, no Japão, também participaram, desligando as luzes de importantes monumentos.

Para a WWF, no entanto, isso é só um começo, uma demonstração de comprometimento com um mundo melhor para essa geração e para as futuras. “Nossa expectativa é que esses indivíduos, comunidades e empresas tomem medidas além da hora. Em 2012, lançamos a campanha 'I will if you will' (Eu Vou se Você For) para fornecer uma plataforma destinada a inspirar as pessoas a compartilhar o compromisso com o planeta com os seus amigos, colegas, líderes e redes”, explica a organização no site oficial.

Com Agência Brasil

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia