Hong Kong emite alerta contra viagens à Coreia do Sul por síndrome Mers

Segundo nível mais elevado de alerta de viagens representa uma 'ameaça significativa'

Por clarissa.sardenberg

Coreia do Sul - Hong Kong emitiu um "alerta vermelho" nesta terça-feira contra viagens não essenciais à Coreia do Sul, onde oito novos casos da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers, na sigla em inglês) foram registrados, elevando o total de casos a 95, com sete mortes confirmadas.

O número de novos casos na Coreia do Sul representou uma redução em relação aos 23 registrados na segunda-feira, mas o número de instituições de ensino fechadas aumentou para 2.208, incluindo 20 universidade.

Inspetora usa máscara para abordar passageiros vindos da Coreia do Sul que chegam em aeroporto Reuters

"Nesse estágio, enviar uma mensagem clara é algo que o governo de Hong Kong considera necessário", disse a autoridade número dois do governo de Hong Kong, Carrie Lam, a repórteres pouco antes de o alerta ser emitido.

Um alerta vermelho, o segundo nível mais elevado de alerta de viagens em uma escala de três níveis, representa uma "ameaça significativa", de acordo com o governo de Hong Kong, e significa que as pessoas devem "ajustar seus planos de viagem" e "evitar viagens não essenciais".

Nesta segunda-feira, Hong Kong elevou sua resposta ao surto na Coreia do Sul para o grau "sério".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia