Primeiro-ministro romeno renuncia ao cargo após incêndio em boate

O acidente provocou a morte de pelo menos 32 pessoas e deixou 184 feridos na última sexta-feira

Por fernanda.macedo

Romênia - O primeiro-ministro romeno, Victor Ponta, renunciou nesta quarta-feira ao cargo, após uma manifestação com cerca de 20 mil pessoas, nesta terça-feira, ter exigido a sua demissão devido à morte de 32 pessoas em um incêndio numa discoteca na última sexta-feira. “Renuncio ao cargo de primeiro-ministro. Espero que a renúncia satisfaça as pessoas que vieram para as ruas”, disse Ponta em uma emissora de televisão.

LEIA MAIS: Incêndio em boate deixa centenas de feridos na Romênia

Número de mortos em incêndio em boate romena chega a 32

Nesta terça-feira, milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra o governo e exigir a demissão de Victor Ponta por causa do incêndio em uma boate de Bucareste, depois que fogos de artifício foram usados dentro do ambiente. O acidente provocou a morte de pelo menos 32 pessoas e deixou 184 feridos.

Victor Ponta renuncia ao cargo após incêndio em boateReprodução / Facebook

Com cartazes onde se lia “a corrupção mata”, as cerca de 20 mil pessoas caminharam pelas ruas de Bucareste denunciando a forma como as autoridades autorizam boates e outros estabelecimentos a abrirem suas portas, sem a realização de inspeções. Os protestos se alastraram pelas cidades de Brasov e Ploiesti, na região central da Romênia, tendo sido convocadas através da rede social Facebook outras manifestações para os próximos dias, em vários outros locais.

De acordo com declarações de testemunhas ouvidas pela agência de notícias EFE, havia um pequeno artefato pirotécnico na boate, utilizado com frequência em celebrações de aniversários na Romênia, que soltou faíscas e fez com que um pilar pegasse fogo. Segundos depois, as chamas chegaram ao teto, o que provocou pânico entre as 400 pessoas que estavam no clube e levou a multidão a deixar o local.

Neste domingo, um responsável pelos serviços de emergência do país disse que ainda havia 140 pessoas hospitalizadas, das quais mais de 30 em estado crítico, razão pela qual as autoridades não descartam a possibilidade de o número de mortos continuar a subir. O fogo na Club Colectiv, no centro da capital romena, teve início por volta das 23h de sexta-feira (19h em Brasília), quando centenas de pessoas estavam dentro do espaço noturno para assistir o grupo de rock local Goodbye to Gravity.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia