Por clarissa.sardenberg
Publicado 14/01/2016 12:24 | Atualizado 14/01/2016 12:26

Rio - Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmar que o café e a carne causam câncer, um estudo da Universidade do Texas relacionou a doença ao consumo excessivo de açúcar. Segundo os pesquisadores do Anderson Cancer Center, publicado pela revista "Cancer Research", o elevado consumo de açúcar - que é a base da dieta ocidental - aumenta o risco de tumores nos seios e as metástases no pulmão.

Estudos epidemiológicos anteriores já haviam demonstrado que a sacarose proveniente dos alimentos tem um impacto significativo sobre o desenvolvimento do câncer de mama porque favorece mecanismos inflamatórios ou picos de insulina que ajudam no aparecimento da doença.

Sacarose tem um impacto significativo sobre o desenvolvimento de câncer de mamaDivulgação

Depois de investigar o impacto do açúcar sobre as glândulas mamárias de diversos ratos de laboratório, os especialistas norte-americanos comprovaram o efeito do consumo alimentar de açúcares sobre a ativação de um processo metabólico chamado de 12-LOX (12-lipoxigenase), que facilitaria o crescimento de um tumor e a metástase.

O estudo afirmou que, aos seis meses de idade, 30% dos ratinhos submetidos a uma dieta com controle de açúcar tinham tumores ao passo que entre 58% e 60% dos ratos com dieta enriquecida em sacarose ou frutose desenvolveu tumores mamários.

"É sobretudo a frutose que está sob acusação, mais do que a glicose. Mas, em geral, sabemos que um excessivo consumo de açúcares, amidos e carboidratos determina o aumento de peso até chegar à obesidade, o estresse oxidativo e aos danos microvasculares e cardiovasculares", explicou Lorenzo Cohen, coautor da pesquisa e professor de Medicina Integrada da Universidade do Texas. Para o especialista, "agora, se juntam a eles as já numerosas confirmações sobre a relação entre o excesso de açúcares e tumores".

Você pode gostar